Trabalhadores da Alimentação terão 3% de reajuste

Por
Atualizado em: 11 de outubro de 2017

Aproximadamente seis mil trabalhadores, representados pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins de Marília e Região, enquadrados no setor de massas e biscoitos, sorvetes e congelados, cacau, chocolates e balas e derivados, devem ser beneficiados com a proposta de reajuste salarial de 3%, apresentada na ultima segunda-feira, pelo setor patronal, na 3º rodada de negociação, realizada na sede da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de São Paulo. O Reajuste corresponde ao percentual de 1,73% referente à inflação do período e mais 1,25% referente a aumento real no salário dos trabalhadores. A cesta básica ou ticket alimentação terá uma correção de 8,57%, passando para R$ 190,00. O piso salarial corrigido será de R$ 1.467,81. Também ficou definido que as empresas que não apresentaram ao sindicato, um plano de Metas para pagamento de PLR terão que pagar uma multa de R$ 733,00, empresas com até 100 trabalhadores e R$ 880,00, empresas com mais de 100 trabalhadores.

“Estivemos durante o mês de setembro todo negociando com o setor patronal e a alegação deles era seguir a legislação vigente, ou seja, quem ganha acima de um salário mínimo não teria direito nem a correção da inflação do período. Mas na ultima segunda-feira o setor patronal entendeu nossas reivindicações e ofereceu um reajuste de 3%, tanto no piso como para quem ganha mais que o piso. Na próxima semana o sindicato vai chamar as maiores empresas desse seguimento, como Marilan, Dori, Bel Chocolates e Karino e procurar melhorar essa proposta”, disse Wilson Vidoto Manzon, presidente do sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Marília e Região. Aplica-se o  percentual de 3%, para quem ganha até R$ 10,300,00; acima desse valor uma parcela fixa de R$309,00.  A data-base do setor é 1º de setembro.

FETIASP 4 FETIASP 3 FETIASP 2

Fonte: Chico dos Santos – Assessor de imprensa do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins de Marília e Região