História

SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTAÇÃO

E AFINS DE MARÍLIA E REGIÃO

 logostiam

Histórico do Sindicato da Alimentação de Marília

Para defender os direitos dos trabalhadores de empresas como Novais, Zillo, Matarazzo entre outras, e discutir com igualdade de condições suas reivindicações, surgiu em Marília a Associação Profissional dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimento, em 3 de fevereiro de 1953. O primeiro presidente foi João Cunha e um ano depois Adelino Domingues de Oliveira assume o cargo de presidente, mantendo constantes lutas contra o sistema de governo da época, a ditadura militar. O juiz Federal Laurindo Minoto Neto decreta o fechamento da entidade por questões políticas e a partir de 1968, o tribunal federal confirma sua extinção removendo todo seu patrimônio, bens, livros e toda história do sindicato desaparece. A cidade de Marília fica então sem representante dos Trabalhadores por um período de 12 anos.

Em 31 de março de 1980, surgiu a Associação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e em 11 de setembro do ano seguinte, essa Associação é reconhecida pelo Ministro do Trabalho Murilo Macedo, como Stiam – Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Marilia e Região.

A primeira diretoria do sindicato foi administrada por Santino Rodrigues da Silva até 1986. A entidade estava parada nas suas atividades, e não cumpria com os seus objetivos. Com a segunda eleição, Wilson Vidoto Manzon se candidata, e em 01 de fevereiro de 1987 ele toma posse da presidência.

Pela determinação, dedicação e concentração dos seus esforços e pelos números feitos pela entidade, Wilson Vidoto Manzon tem sido reconhecido pela categoria e permanece como presidente até hoje.

Após o seu primeiro mandato, Vidoto aluga um prédio na Rua São Luiz, e devido as mudanças constantes, é sugerido a construção da sede, inaugurada em 1991, considerada uma das maiores conquistas da diretoria da Stiam, na obra foram investidos recursos próprios superior a R$ 500.000,00 e tornou-se a mais moderna sede sindical do Estado de São Paulo.

Há mais de uma década, a entidade vem realizando inúmeras atividades sindicais proporcionando melhoria para categoria em Marília e região. O Stiam apesar de desenvolver várias atividades, participou ativamente da plenária na frente unida sindical em abril de 1990, dessa plenária, surgiu em fevereiro de 1991 a maior central sindical do Brasil, denominada Força Sindical.

A Força Sindical ganha espaço a nível nacional, mas como era preciso articular melhor a central no interior, em 1992 é fundada sobre a presidência de Wilson Vidoto Manzon a regional da Força Sindical em Marília.

Em junho de 1998, foram entregues moradias para os associados da categoria, proporcionando melhores condições de vida para os trabalhadores. Outro ponto histórico foi á inauguração das obras do ginásio de esportes e da colônia de férias, realizado em agosto de 2001.

Desde então, a entidade continuou com suas atividades em ritmo acelerado, sempre fazendo assembléias com os trabalhadores, organizando cursos, participando de palestras e eventos de grande importância social e política, realizadas até os dias de hoje.

O Sindicato
O sindicato é uma associação de indivíduos de uma classe ou grupo profissional para a defesa dos seus interesses profissionais e econômicos. Surgiu com a chamada revolução industrial, quando a máquina apareceu como instrumento fundamental para a produção e provocou o aparecimento de fábricas que necessitavam da força de trabalho do homem para operá-la.

Com o tempo o empregador procurava aumentar a capital e para tanto, exigia jornadas excessivas, retribuindo a força do trabalho com salário insignificante, insuficiente para atender as necessidades do trabalhador e de sua família, com isso ocorreu á coletividade organizada em associação fundada na solidariedade de classe para a defesa de seus interesses.

A organização dos trabalhadores era proibida, considerada como delito em muitos países. Num segundo momento foi apenas tolerada e depois reconhecida como direito, a partir de então o sindicato tornou-se presente.

A Missão
A missão do Stiam é a luta pelos direitos e garantias individuais dos trabalhadores, conscientizando-os de sua real função dentro do contexto social de uma empresa ou indústria.

Filosofia
Para o Stiam melhorar a vida dos trabalhadores e sua família significa muito mais do que oferecer seus serviços. Significa também, assumir uma missão de trabalhar com honestidade, justiça e integridade, para o desenvolvimento e o crescimento de todos os trabalhadores na indústria de alimentação.

Política do Sindicato
A política do Stiam sempre foi relacionada ao crescimento da categoria da alimentação e também consciência e formação de cidadão para um futuro melhor.Com o objetivo de estar próximo de seus associados e promovendo o crescimento da marca, buscando oferecer mais serviços convenientes e de lazer, com uma política que investe e trabalha cada vez mais em capacitação e infra-estrutura, reforçando o papel organizacional dentro da entidade, assim como:

Os Associados: Satisfazê-los com serviços de qualidade, de apoio, parceria e condições que o motivem.

Os Colaboradores: Estimular seu desenvolvimento, criando oportunidades para realização profissional e pessoal, assegurando-lhes valorização, reconhecimento e integração. Incentivar seu profissionalismo, participação e co-responsabilidade.

Os Parceiros: Manter com os parceiros comerciais um relacionamento transparente, baseado em confiança mútua, incentivando o intercâmbio e a prosperidade, buscando atingir em conjunto os objetivos de cada um.